Citros: Venda segue lenta em SP; nos EUA, safra deve ser ainda menor
Tempo Agora
Rádio UFS

Área Restrita



Idealização do Site

Site idealizado por João Vieira dos Santos Filho, discente de Engenharia Agronômica, com o total apoio do Departamento de Agronomia da UFS através do Professor Dr. Alceu Pedrotti chefe de departamento na época, com o objetivo de conter materiais didáticos e textos de referência, materiais importantes para auxiliar os estudantes nas pesquisas acadêmicas e informações no ensino da Engenharia Agronômica e ciências afins.

Entendemos esse projeto educacional como uma forma de prestação de serviços a comunidade estudantil, em função dos esforços do DEA em proporcionar as ciências agrícolas um alto nível de qualidade no ensino do curso de Engenharia Agronômica.

 

Mural de Recados
Contador

Fert. & Corretivos

postheadericon Citros: Venda segue lenta em SP; nos EUA, safra deve ser ainda menor

Citros: Venda segue lenta em SP; nos EUA, safra deve ser ainda menor.

As vendas de laranja no mercado paulista in natura estão bastante calmas nesta semana, apesar do período de início de mês, quando as vendas costumam ser mais aquecidas. Assim, os preços recuaram novamente. A média parcial da semana (de segunda a quinta) da laranja pera está em R$ 18,60/cx de 40,8 kg, na árvore, queda de 6,6% em relação à da semana passada. Quanto à safra 2013/14 da Flórida, a estimativa de produção foi reduzida novamente pelo USDA(Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). Segundo relatório divulgado nessa quarta-feira, 9, o estado norte-americano deve colher a menor safra desde 1984/85, totalizando apenas 110 milhões de caixas de 40,8 kg. Se esse cenário se confirmar, a menor oferta de laranja (e, consequentemente, de suco) dos EUA deve elevar a demanda pelo suco do Brasil, maior exportador da commodity. Sem previsões de aumento na oferta mundial no curto prazo, o suco de laranja tende a se manter valorizado no mercado internacional. Uma possível valorização do suco pode elevar o preço pago ao citricultor paulista. Por outro lado, a elevação no preço da fruta ao consumidor final pode limitar a demanda pelo produto.