Tempo Agora
Rádio UFS

Área Restrita



Idealização do Site

Site idealizado por João Vieira dos Santos Filho, discente de Engenharia Agronômica, com o total apoio do Departamento de Agronomia da UFS através do Professor Dr. Alceu Pedrotti chefe de departamento na época, com o objetivo de conter materiais didáticos e textos de referência, materiais importantes para auxiliar os estudantes nas pesquisas acadêmicas e informações no ensino da Engenharia Agronômica e ciências afins.

Entendemos esse projeto educacional como uma forma de prestação de serviços a comunidade estudantil, em função dos esforços do DEA em proporcionar as ciências agrícolas um alto nível de qualidade no ensino do curso de Engenharia Agronômica.

Leia mais...

 

Mural de Recados
Contador

Fert. & Corretivos

postheadericon Potássio

Potássio (K)

O potássio é um elemento químico de símbolo K (do latim Kalium, nome original da sua base KOH), número atômico 19 (19 prótons e 19 elétrons), metal alcalino, de massa atómica 39 u, , abundante na natureza, encontrado principalmente nas águas salgadas e outros minerais. Oxida-se rapidamente com o oxigênio do ar, é muito reativo especialmente com a água e se parece quimicamente com o sódio.

Aplicações:

Tem várias aplicações tais como é o metal empregado em células fotoelétricas; o cloreto de potássio e o nitrato de potássio são empregados como fertilizantes; O peróxido de potássio é usado em aparatos de respiração de bombeiros e mineiros, O nitrato também é usado na fabricação de pólvora, o cromato de potássio e o dicromato de potássio em pirotecnia.

Ação biológica:

Hortaliças como beterraba e couve-flor e frutas como a banana, damasco, cereja, ameixa, pêssego são alimentos ricos em potássio. É um elemento, também, essencial para o crescimento das plantas, sendo um dos três elementos consumidos em maior quantidade. O íon potássio, encontrado na maioria dos tipos de solo, intervém na respiração.

Fontes:

O potássio é o sétimo elemento mais abundante na natureza. Bastante insoluvel, smedo difícil obter o metal puro a partir dos seus minerais. A principal fonte de potássio é a potassa, extraída, entre outros locais, na Califórnia, Novo México e Utah nos Estados Unidos, e Alemanha.

Formas de K no solo:

- K - trocável;

- Adsorvido à argila e à matéria orgânica: R-COO  K;

- SiO  K;

- AlO  K;

- FeO K;

- K da matéria orgânica;

- K no interior da matéria orgânica;

- K da soluço do solo: K na fase líquida.

Formas de Absorção pelas culturas:

O potássio (K) é absorvido pelas plantas na forma de íon  K+ . As plantas absorvem o potássio da solução do solo, cuja concentração é mantida pelo equilíbrio com o potássio retido nos sítios de troca (trocável). Entretanto, quando concentração de K na solução atinge valores muito baixos, pode haver difusão de parte do potássio contido nas estruturas dos argilominerais e dissolução dos minerais primários que contém K, indicando que as formas de K não trocáveis são potencialmente disponíveis para as plantas.

Funções do K nas plantas:

É um elemento muito móvel nas plantas, tanto dentro da célula individual, como dentro de tecidos.O potássio não é constituinte de nenhuma molécula orgânica no vegetal, entretanto contribui em varias atividades bioquímicas sendo um ativador de grande numero de enzimas, regulador da pressão osmótica (entrada e saída de água da célula),abertura e fechamento dos estômatos. O potássio é importante na fotossíntese, na formação de frutos, resistência ao frio e às doenças.
das plantas.

Perdas de K nos solos:

Na solução do solo, o potássio é móvel e, também, sujeito às perdas por lixiviação, ocorrendo principalmente em solos ácidos e com baixa CTC, erosão, remoção por colheitas.

Fertilizantes Potássicos

- Cloreto de potássio (KCl) ;

- Sulfato de potássio: (K2SO4);

- Sulfato de potássio e magnésio ("K-Mg");

- Nitrato de potássio (KNO3);

- Salitre Potássico (KNO3 e NaNO3).

Dinâmica do potássio no solo:

Os fertilizantes potássicos são altamente solúveis, O K+ é retido pelos colóides do solo por meio da capacidade de troca catiônica CTC. Em solos argilosos, o potássio permanece relativamente próximo do ponto de aplicação, a lixiviação ocorre com maior intensidade nos solos de textura média a arenosa, os quais geralmente possuem CTC mais baixa. O K+ não é um nutriente fixado nos solos como o fósforo (P).

Sintomas de deficiência de potássio nas plantas:

Em solos deficientes de potássio, ocorre o acamamento das plantas. Palha e caules fracos surgem quando os níveis de nitrogênio são altos e os níveis de potássio são baixos. Na deficiência do potássio, ocorre clorose das folhas mais velhas, seguida de necrose nas margens das folhas, inicialmente nas mais velhas. Quando a necrose atinge a nervura da folha, esta curva-se para baixo, seguida de sua queda prematura. A floração atrasa e ocorre diminuição no tamanho dos frutos, com redução significativa da área verde foliar, afetando a fotossíntese.

Ecila Maria Nunes Giracca                            José Luis da Silva Nunes

Eng. Agrª, Drª em Ciência do Solo               Eng. Agrº, Dr. em Fitotecnia